"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

domingo, 12 de junho de 2011

Tanto choro num Choro...

Coração de Pedra - montagem/Gimp - Fênix, 2011.

( letra / melodia /)
Solidão - nuvem negra
Que estanca e torna o Céu finito.
Sem ação, morre na garganta o grito
Faz o coração de pedra
Adoece os sentidos...

Solidão - chaga cruel que se espalha
O corte do fio da navalha
A marca que condena os vivos
Solidão - o choro num Choro revivo:
Ah...Adoece os sentidos...

(repete segunda parte Instrumental)

******************************************************


...Mas, a "solidão" também cria coisas bonitas como os poemas e as canções...



E cá entre nós: que vinil divino!!!  
Precisamos relembrar isso...Nazareth...


Eu vou com o meu Chorinho simples, porém, de coração "alado"...




Agradecimentos:

A imagem supra foi montada a partir da base retirada do site:

http://cve.acordem.com/menu/1/13122/cat-strofe-e-n-o-processos-lentos/

2 comentários:

BELA FLOR. disse...

Lina demais esta música...amo ela.

Beijos Mara.

vidaslife disse...

Ah que delícia, quantas recordações. Adorei tudo, reler, ouvir e lembrar. Beijinhos carinhosos querida, uma linda tarde para ti.

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo