"(...) Quem sabe não fala que sabe: vive o que sabe".
In: Coisas da Vida.

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

sábado, 19 de dezembro de 2015

A Revolução dos Bichos

AlphaBetaCentauri.MarcoLorenzi-SNOW.gif

Vemos - estrelas mortas?

Eu sei,
O que estamos procurando
Não será encontrado por aqui.
Nossas noites são curtas
E nossos dias intermináveis:
Úteis para os outros.
Sempre que o Sol se levanta
E abraça tudo com o dom da esperança,
Nós nos iludimos com promessas,
Vivemos a vida com mais pressa,
Sonhando com um tal futuro.
Mas, se os canais estão abertos
Os diálogos são fechados -
O grito forte que ecoa no início,
Logo, se extingue diante do vácuo.
E o que sobra no Céu noturno
É o brilho de estrelas mortas.
Eu sei,
Igualdade, Liberdade, Fraternidade
- É o leque que se abre.
Outra Fé: novas instituições .
Estrelas mortas na nossa porta,
Signos e Constelações.

Estamos sozinhos
Na revolta e no castigo,
Na tortura e no ostracismo.
A Letra é bela,
A ação segue por distintos caminhos.
Compreenda a situação e seu preço, amigo.


"Todos os animais são iguais, mas alguns animais são mais iguais do que outros"
George Orwell - Animal Farms.





Um lugar que vale a pena:

http://deniseludwig.blogspot.com.br/2012_09_01_archive.html




 





Related Posts with Thumbnails
Related Posts with Thumbnails