"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

domingo, 1 de agosto de 2010

Saraph II

 Desenho: Fênix, "Shaar", 2010.
 "(...)
-  Talvez, você não entenda porque o seu  parâmetro de análise  não seja o mesmo que o meu.  São leituras distintas. Não quero ter razão: quero ter respeito. O respeito é universal - a razão é excludente. Assim,dispenso as justificativas para esse seu argumento.

Ruth  a encarou por alguns instantes. Parecia um tanto espantada, como se ela tivesse lhe feito a Revelação do Fim dos Tempos.

- Eu nunca havia pensado assim, Shaar... você é mesmo estranha...

Emendou a outra, quase que imediatamente:

- Diferente? Acho que até repetitiva, às vezes, porque estou tão cansada de me defender de você e de todos que estão por aqui...enfim. Ruth, estamos numa guerra. Você e os outros se deram conta disso? Se lutarmos contra nós, internamente, podemos anunciar aos nossos inimigos que estamos derrotados. É assim que se vence: dividindo! É assim que se convence: opondo uns contra os outros! Olhe a sua volta. Quer continuar sobre os saltos? "

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo