"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

terça-feira, 8 de março de 2011

Do Sangue aos chocolates: uma rosa para esquecer os dias...



Em 1977, a O.N.U. e a UNESCO criaram a data oficial da comemoração que vinha ocorrendo ainda antes de 1910, quando na Conferência Internacional de Mulheres, realizada na Dinamarca, foi decidido que o dia 8 de março seria considerado o Dia Internacional da Mulher. Clara Zetkin escolheu essa data como símbolo da luta da mulher por melhores condições de trabalho. A origem dela, entretanto, é controversa.

A incorporação da mão-de-obra feminina em massa (1), aliada à falta de normas e leis governamentais que protegessem essas trabalhadoras, no geral, permitiu que se formassem condições sub-humanas, de insalubridade e perigos constantes. Tais fatos, logicamente, descontentavam a classe trabalhadora. Nesse contexto, num momento ou outro, insurgiam protestos e explodiam as greves contra as más condições de trabalho(2). Numa dessas insurgências, em 8 de março de 1857, operárias de uma tecelagem teriam sido vítimas de um incêndio criminoso patrocinado pelos patrões e com o apoio da polícia. Para conter as manifestações, eles teriam trancado as portas da fábrica e ateado fogo ao local. Teriam... Discute-se quanto a veracidade desses acontecimentos, pois nas fontes da época, segundo historiadores, nada foi mencionado - o que também não torna a questão encerrada, já que muitos fatos acontecem e são desconsiderados total ou parcial, de forma deliberada ou não, dependendo da abrangência e do comprometimento político que possa causar aos envolvidos, ainda mais se poderosos e / ou influentes. Uma outra vertente defende que a tragédia poderia ter ocorrido em 25 de março de 1911, também numa tecelagem, em Nova York, matando de 146 a 150 pessoas - entre homens e mulheres. Assim,  uma confusão teria surgido entre as datas e, o incêndio da fábrica Triangle Shirtwaist company seria efetivamente o evento inspirador. Todavia, se Clara Zetkin sugeriu 08/03 como a data e, isto, em 1910, temos que admitir um anacronismo: o incêndio da Triangle Shirtwaist ocorreu em 1911. E fica novamente a pergunta...as mortes de mulheres em 8/03 é mito ou história?

Comemoramos alegremente e, muitas vezes, sem saber os motivos históricos que levaram à data. Hoje, não se mostra a fundo a origem sangrenta e a realidade degradante que a inspirou, por sinal, tanto para homens quanto para mulheres em comum explorados. No tocante à luta das mulheres, releva-se os feitos do passado e do presente, dando-se destaque às líderes político/partidárias; artistas; empresárias; gente que no geral está nas mídias de seu respectivo tempo/espaço, como exemplo. Como nos escreveu  Eva Blay, a data tornou-se festiva, com flores e bombons(3)... podemos dizer que é um dia de agrado para compensar 364 de intensa aspereza e sobrecarga, sob a égide da mulher moderna e descolada, enfrentando a violência, jornadas duplas ou triplas de trabalho. Estudando desesperadamente a fim de vencer a desigualdade salarial e cuidar dos filhos e das tarefas domésticas - muitas sozinhas -, ou com companheiros tão instáveis que elas nem ousam contar.

E para finalizar, não podem envelhecer, engordar, devem sorrir sempre e estar dispostas...

Diante de todo o progresso atingido por elas - que invadem os postos de trabalho e os bancos universitários -, ainda estão muito longe dos outros 364 dias no Paraíso. Ao contrário, em evidência, ficam expostas a todas as formas de violência e desrespeito. E se iludem... enxergam principes onde se escondem sapos e sonham...

Ademais, nem tudo está perdido: para aquelas que têm a sorte de serem reconhecidas pelo menos um dia de suas vidas, fica a mensagem de que há os outros dias a conquistar, mesmo que com tanto penar. Para as demais, fica a lição de que amor e respeito nós ensinamos e, que se não são reconhecidas devidamente pelos Outros, é porque precisam antes de tudo:
 
SE RECONHECER E AMAR.

Notas


1 - Acrescente-se também infantil, de ambos os sexos.

2 - Com jornadas com mais de 16 horas, com salários mais baixos do que os dos homens.

3 -  http://www.piratininga.org.br/artigos/2004/01/blay-8demarco.html

http://www.mixpod.com/playlist/78269387

12 comentários:

Mara disse...

Boa noite!
Muito interessante.
Obrigada por compartilhar.
Beijos,
Mara

OutrosEncantos disse...

AMEI, Fenix...

é assim, preto no branco!...
apesar da ferida doer 364 dias consecutivos, é espantoso como se consegue inventar um analgésico que a apague durante 24 horas num ano inteiro!...
gostei de te ler!...
beijo!

Marlene disse...

MUITO INTERESANTE SEU TEXTO
OBRIGADA POR COMPARTILHAR,
PASSEI POR AQUI PARA AGRADECER SUA VISITA,E RETRIBUIRSEJA SEMPRE MUITO BEM VINDA AO MEU CANTINHO,BJS MARLENE

Veronica disse...

Oi FÊNIX,

Passando para ler um pouquinho do seu cantinho e deseja um maravilhoso fim de semana. bjs

sonia disse...

Boa noite,

Primeiro agradeço sua visita.

Eu vim aqui para conhecer o seu espaço. Interessante o texto, é isso mesmo que acontece com as mulheres em sua grande maioria.

A mulher, por natureza sempre teve que assumir mais responsabilidade que os homens. Se um filho é bom, inteligente, é por conta do pai, mas, se for delinquente a culpa será emplacada na mãe.

Resumindo para homens tudo, para mulheres quase nada, ou apenas o que sobrar.

Mais interessante ainda é que quando uma mulher assumi um posto de gestão torna-se inimiga eficaz das demais que trabalham com ela.

É íncrivel a competividade entre mulheres.

Quando deveriam unir-se...


abraços, sonia.

Serginho Clemente disse...

Olá, Encantada!

Quanto tempo... vejo que o ***ENGENHOLITERARTE*** está cada vez melhor!

Eu enviei um e-mail para voce!

Um abraço bem forte!

Clemente.

J Araújo disse...

Encontrei seu blog e achei super legal. Mesmo que atrasado feliz Dia da Mulher; o que não acho certo; o certo é que todos os dias do ano a mulher merece ser elogiada; todo dia é seu dia.

Bj

ONG ALERTA disse...

O mais importante é a mulher nunca desistir de realizar...
Beijo Lisette.

Maria José disse...

Olá amiga. Estou de volta aos blogs depois de um período de descanso. Essa postagem deve ser lida por todas as mulheres. Fiquei emocionada. Obrigada pelo selo, mas estou perdida. Não sei qual é. Pode me dar uma indicação mais precisa? Beijos e ótima semana.

Por que você faz poema? disse...

Quero comemorar o dia das mulheres o ano inteiro. Quero que chegue o tempo em que nao precisemos de uma data no calendário. Quero a delicadeza furiosa de um poema.

Tais Luso disse...

Olá, Fênix!

Não gosto deste dia, comemorar o quê? Discriminação, menores salários, jornada dupla de trabalho, lutas... Não sei por que os oprimidos têm um dia para comemorações: é o Dia do Indio, do Negro, dos Gays... Isso é paliativo. Acharia de bom tom a equiparação salarial, lutar 365 dias em prol das causas dos mais oprimidos, de seus direitos por tudo que têm direito como cidadãos. No fundo, é migalha, depois continua o ano como sempre, esquecendo das promessas feitas. A luta da mulher é dela e não deve ser compartilhada, deve é pegar mais força usando todos os meios disponíveis.
Textos assim são ótimos para deixarmos nossas opiniões.

Grande abraço, amigo.
Tais Luso

FÊNIX CRUZ disse...

Sim, Tais... é exatamente isso que você disse.
Creio que originalmente a data até teve lá seu simbolismo para aquelas que idealizaram a "liberdade" ( se é que ela existe ) tão almejada diante de condições absurdas de trabalho ( o contrato?). Mas, é preciso mudar para que as coisas permaneçam as mesmas ( O Leopardo - Conde de Lampedusa ), e quando o movimento tomou formas institucionalizadas foi perdendo sua força original, baseada na dor e no desespero de quem não vislumbrava nenhum outro futuro. A elite que abraçou a causa apagou a imagem da operária sofrida, abusada, explorada. De modo que hoje já se alardeia que a mulher é uma guerreira em todas as mídias: porque mesmo sofrida, explorada e abusada continua sorrindo e comemorando o dia da "incansável" Mulher...
Ah, claro, representado por guerreiras vaidosas, cheirosas, gostosas que recebem neste dia flores e chocolates dos patrões e / ou dos companheiros, quando muito!

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo