"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Guia do Ubuntu Gnome 14.4 LTS: S.O. fácil, prático e personalizável – Parte 1


Agradecemos aos fóruns e a dedicação dos seus participantes pois, o Conhecimento tem a finalidade de libertar e não de escravizar os seres humanos.

Copy the BEST Traders and Make Money : http://bit.ly/fxzulu
Agradecemos aos fóruns e a dedicação dos seus participantes pois, o Conhecimento tem a finalidade de libertar e não de escravizar os seres humanos.

Copy the BEST Traders and Make Money : http://bit.ly/fxzulu

Ubuntu Gnome 14.4 LTS - inicial Firefox

" (...) o conhecimento tem a função de libertar e não de escravizar os seres humanos."
Copy the BEST Traders and Make Money : http://bit.ly/fxzulu Copy the BEST Traders and Make Money : http://bit.ly/fxzulu

Copy the BEST Traders and Make Money : http://bit.ly/fxzulu
Agradecemos aos fóruns e a dedicação dos seus participantes pois, o Conhecimento tem a finalidade de libertar e não de escravizar os seres humanos.

Copy the BEST Traders and Make Money : http://bit.ly/fxzulu


Não é segredo para ninguém que sou fã do Linux, especialmente, do Ubuntu. Embora o titulo desta postagem se refira ao Ubuntu Gnome 14.4 LTS, o processo de instalação de todas as distros da Canonical é o mesmo (1). Os pacotes que devemos instalar para ter um sistema funcional, também. Mudam as formas nativas disponíveis de operarmos a interface gráfica (2). Muitas, inclusive, podem ser baixadas, contudo, devemos evitar as incompatibilidades ou as dificuldades de lidar com aqueles pacotes que desconhecemos e que podem arruinar de vez o nosso sistema recém instalado. Reinstalar não é o problema, mas, reconfigurar tudo, muitas vezes, é tarefa de semanas. Para quem está ingressando no mundo do LINUX é pesquisar tudo outra vez, tentar se lembrar de como fez, passar a ter medo de ser ousado só para não enfrentar novamente o susto de perder todo um trabalho. Deste modo, o primeiro passo é querer mudar. O segundo é não temer as mudanças. O terceiro é explorar com cuidado, até porque todo explorador real ou virtual deve ter critérios claros, dentre eles, da prudencia.

Imagens 1( ambiente gráfico)


  Imagem 2 - Shell ou terminal (linha de comando/ambiente de texto)


Para obtermos a distribuição desejada é preciso pesquisar qual delas se adéqua mais ao nosso gosto e o que queremos fazer. No meu caso, optei pelo Ubuntu Gnome 14.4 LTS, por ter um sistema de atualização longo e estável. Sempre instalo versões LTS. Poderia ter sido o Ubuntu Unity 14.4 LTS, pois devo admitir que ele agora tem as suas qualidades e vantagens, principalmente para notebooks, tablets e até smartfones (3). Estão melhorando de acordo com aquilo que nós usuários estamos pedindo, isto vale muito! Diante de empresas que cobram fortunas para não oferecer serviço que valha centavo, os desenvolvedores trabalham incansavelmente para oferecer soluções, disponíveis num download, de graça. E mais, as comunidades/ tutoriais são uma forma inteligente de ajudar a vencer as primeiras etapas. Como exemplo, nós temos o Viva o Linux (4):

As várias distros Linux 1


Guia do Hardware (5):





 As várias distros Linux 2


Linux.com (6):

 O novo sistema operacional da Steam ( para Games maníacos, como o meu filho)


DioLinux.com.br (7):


Desenvolvedores comem e pagam contas: a Vida Real lhes chama ou, a vaidade fecha portas.


Muitos outros sites existem que, como é possível ver, falam das mais variadas distros Linux, não só do Ubuntu e derivadas. Deles, a não ser que a sua pergunta não esteja dentro do contexto/tópico, sempre se obtêm boas respostas.
Além das distros que se foram, das que estão se mantendo e das que estão vindo, temos as derivadas. No meu caso, a Ubuntu Gnome. Veja a tabela a seguir (9):

Distros derivadas do Ubuntu Oficiais (e não oficiais, na Wikipédia).



 Ubuntu Unity 1



  Ubuntu Unity 2 - 12.4 LTS



 Ubuntu Gnome

Ubuntu Gnome Classic



Ubuntu Gnome 14.4 LTS inicial
 
 

Ubuntu Gnome 14.4 LTS - ícones barra lateral (Atividades)


Quem observou os caminhos que fiz com cuidado, deve ter visto o universo vasto, fascinante e perigoso que é o das distros. Quando a gente tem afinidade com uma delas (https://pt.wikipedia.org/wiki/Ubuntu_GNOME ) é difícil aceitar que seja descontinuada. A escolha da distro requer que se pense também nessa situação desconfortável. O Ubuntu (Classic) Gnome acabou por ganhar espaço novamente e está sendo aperfeiçoado, graças aos seus usuários inconformados. Então, embora hajam muitas, meu voto é Ubuntu Gnome. A fim de divulgá-la, eu parto para a descrição de sua instalação.

1 ) Download direto no site do Ubuntu.


( Por meio do Live CD é fácil experimentar, embora não se possa obter os recursos todos e tudo que for salvo - arquivos e configurações, será perdido assim que sair da sessão). Se quiser o Unity: http://www.ubuntu.com/download/desktop


2) Gravação da ISO no CD, ou DVD, ou USB.

 
3) Observar a integridade do download da ISO.A  gravação deve ser completa. Temos que ter cuidado para que o arquivo não seja corrompido durante o processo (10). Se houver alguma diferença nos valores da transferência do download, refaça, não deu certo.



No exemplo, o Kali Light tem 961,6 MB. Este é o valor exato que deve ser transferido para a mídia.
Continua na próxima postagem...


Notas:

(1) Com exceção do Mandriva e do Fenix, com os quais não pude ter boas experiências, os demais não cheguei a instalar. Não posso falar do que não sei. Aliás, já deu para perceber que o meu ambiente preferido era, é e será sempre o Gnome? Eu gostava também do Kurumin, infelizmente, descontinuado.

(2) https://pt.wikipedia.org/wiki/Lista_de_distribui%C3%A7%C3%B5es_de_Linux

(3) Creio que ainda não temos no Brasil. A finalidade do Unity é integrar mídias móveis, isto é, criar um único S.O. que possa ser executado em qualquer dispositivo, conforme artigos: “Tablets: a fronteira final” e “Nascimento do Ubuntu fone” (p. 44/51), do Manual do Hacker, On Line Editora/ Future, Ed. 01, ano 1.


(10) Dentre outras ocorrências, às vezes, as pessoas interrompem o download e nem percebem.

Webgrafia:

https://pt.wikipedia.org/wiki/Distribui%C3%A7%C3%A3o_Linux



Bibliografia:

Manual do Hacker, On Line Editora/ Future, Ed. 01, ano 1, p. 44/51.

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo