"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

sexta-feira, 24 de julho de 2015

Das coisas fugidias

Das coisas fugidias, 2014 - foto - F.C.

Estou.
E já deixo de estar.
Nunca fui igual-
Mas, chego e logo retorno à origem-,
Assim, como as ondas do mar.

Sem bandeiras,
Ídolos,
Partidos, 
Sem tantos discursos desprovidos de sentido.

Não me guarde;
Nem me aguarde:
Meu amor é eterno -
E o meu presente é finito.

Nenhuma aliança que substitua a confiança
Convence que, a letra massacra, sem causar conflitos...




Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo