"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

terça-feira, 31 de março de 2015

Eu não lembro o que deixei para trás


 A Pena Mágica - O Vale - 2014/2015.

Letra ( sem melodia)


Ando meio perdida,
Em tantos lugares...
Procurando o meu rosto
Nos reflexos dos olhos que me fitam,
Nas bocas que me atiçam as respostas -
Opostas ao que sinto, ou gosto.

Eu não lembro o que deixei para trás,
Sei o que  fazer daqui para a frente:
Fugir à entrega cega,
Desconfiar da eficiência das regras
Ater-me mais à mentira que nos cerca.

Se à volta tudo muda, 
No coração humano nada muda tanto assim,
Insiste nos mesmos erros...
Se em mim o essencial permanece
O que não serve passa, muta e acresce,
Vivo num turbilhão sem fim.

E eu não lembro o que deixei para trás,
Sei o que  fazer daqui para a frente:
Fugir à entrega cega,
Desconfiar da eficiência das regras
Ater-me mais à mentira que nos cerca.











Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo