"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Até QUANDO?

  FOTO: Mércia Nakashima

Até quando teremos que conviver com a violência?
Com a impunidade presumida e garantida pelas brechas conhecidas da lei?
Até quando a mulher continuará sendo tratada como objeto e propriedade 
de homens complexados; desajustados socialmente; 
sem caráter e medíocres ? 

Inveja? Ódio pela rejeição? 

Falta de amor próprio: 
Só essa ausência precisa exterminar a presença 
de quem é tão mais forte.

A Mércia é uma...
Quantas mais já vimos e veremos?

Até quando?

Estamos de luto outra vez. Pelas crianças que continuam morrendo e sendo abusadas.
Pelas mulheres violadas e mortas por bandidos, maridos e namorados...

Não há mais palavras.
 
...Nem por todas essas pessoas que poderiam dar ao mundo uma chance de ser melhor e foram arrancadas dele, nem pelo futuro perverso que se concretiza gradativamente, 
tornando o amanhã cada vez mais tenebroso.
 

A vela não tem mais tanto pavio:  
 é signo de lágrimas, descaso e escuridão.


Para entender este caso:
http://jornale.com.br/portal/brasil/42-01-brasil/4765-corpo-encontrado-em-represa-e-de-advogada-desaparecida.html

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo