"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

quinta-feira, 2 de abril de 2009

CARA: PULSA...


"Eu tenho medo da solidão vampira: inesgotável,

Pois, sempre acompanhada... 

Da solidão invólucro: fútil, 

Ligada à certa beleza e às suas formas vazias.

Da solidão posse: opressiva, 

Que não vive e nem deixa viver -, 

Que vasculha e-mails, espiona mensagens, 

Que inventa defeitos e faz sabotagens...

Eu tenho medo dessa solidão barganha: calculista! 

Mas pior... eu tenho horror de quem lhes cede: 

E se deixa roubar... 

Roubar os SENTIDOS DO VERBO VIVER.

E longe deles, o VERBO PLENO É VEGETAR..."



(Fênix Cruz)

Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo