"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

segunda-feira, 21 de novembro de 2016

Se o rio corre para o mar

 
Fonte da gravura japonesa: internet.
Solidão, mar tenebroso
Faminto por almas
- Diabólico gozo.
Monstros cegos
Sereias egos
Abismo sem fim ou poço?

Anos e anos a fio
desafiando a correnteza do rio
Imerso em mim:
Não me peçam as mãos
- levaram as minhas;
Não me exijam os pés
- eles se perderam noutras esquinas.

O mundo em ruínas?
Não. NEM MÃOS, NEM PÉS.
O meu coração é todo só FÉ:
Em mim, é de onde a energia mina. 

F.C - 17/10/16


Outras gravuras japonesas:





 










Nenhum comentário:

Related Posts with Thumbnails

Google+ Followers

FaceMundo