"(...) -Como eu gosto de você?

Eu gosto de você do jeito que você se gosta".

O Mundo no Engenho... e o ENGENHO do Mundo

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Ícaro quer Voar.

 Desenho: Fênix, "Ícaro quer Voar",2010.

Para que me servem essas janelas,
Se os caminhos até elas -, 
Sempre obstruídos -,
Negam a tudo pleno sentido?

O Sol aqui clarifica?
Desconfio: não descomplica.
Porquanto, o tempo é o da trapaça...
E não me puderam crescer mais do que falsas asas!

Ainda, em cativeiro, tenho a Voz.
Policio o meu sorriso.
Vejo o chão delimitado, devagar piso.

Em verdade, desconheço o que me aguarda:
Penso em fantasmas, agora, também sem fardas,
Como monstros emergindo sem avisos.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Acerca do Poder

Foto / edição: "O Riso" FC,2010
"Ninguém é NADA além daquilo que as convenções dizem SER. Do mais, para o meu gozo e para o gosto debochado da Rita, TUDO VIRA-BOSTA..."


Reflexões cotidianas: diante da(s) Comédia(s) do Poder(?).


 http://www.flickr.com/photos/erikones/2999306424/

Quanta pose, não é?

sábado, 17 de julho de 2010

O Engenho Agradece!


Recebemos do blogue da Cia. De Teatro Atemporal o selo  "Blog Amigable", um reconhecimento que para nós, do ENGENHOLITERARTE, é muito importante - na verdade, fundamental -, para que continuemos tendo forças de permanecer dia-após-dia nesses labirintos imprecisos e solitários da  web. Orgulhosos, queremos repassar o mesmo prazer, o mesmo sopro de alegria e dizer por meio do mesmo gesto que, estamos aqui acompanhando vocês...

Através deste selo são premiados os blogueiros que transmitem valores culturais, éticos, literários, pessoais, etc. Que, em suma, demonstram sua criatividade através do pensamento vivo que está e permanece intacto entre suas letras, entre suas palavras.

Esses selos foram criados com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros, uma forma de demonstrar carinho e reconhecimento por um trabalho que agregue valor à Web.

É de bom tom que, quem recebe o “Prêmio Dardos” e o aceita, siga algumas regras:
  1. Exibir a Distinta Imagem;
  2. Apontar o Blog pelo qual recebeu o prêmio;
  3. Escolher uma quantidade de pessoas de sua preferência e a um blog de cada pessoa escolhida oferecer o “Prêmio Dardos”.

Pela qualidade apresentada, todos os meus  79 receberiam, mas são necessárias escolhas, então, seguem aquelas que creio que entenderão o costume e aceitarão o convite de Amizade e integração proposto.

1 - Mundo Pré-Histórico (Parasaurolophus e Iguanodon);
2 - Compromisso com o Acaso (Juci Barros);
3 - A Arte dos Livres Pensadores (Nirma Regina Constantino);
4 - Veredas (Pedro Luso);
5 - Porto das Crônicas (Taís Luso);
6 - Reticências... (Li)
7 - Raquel Crusoé (Raquel);
8 - Por Uma Unha Negra (Luis);
9 - Poeta Daniel Cristal (Sr. Daniel);
10 - A Arte de Paulo Zerbato (Paulo);
11 -Urban Hippie Brownie Cat;
12 - Annaquarel.les (Anna Morales);
13 - Uma Vaga Idéia (Denise).

    domingo, 11 de julho de 2010

    É.

     Desenho: Fênix, 1984 / 2010, "Cartão Postal: 'Menino da Sé'".

    Enlouquece a solidão da Sé:
    O cantor com sua viola;
    O pregador de alguma fé;
    Os pivetes numa bitola -
    Depois, de tanta cola -,
    Mal conseguem VIVER em pé.

    Craques, não de um Game...

    Modelos num jogo Real
    Sem sua parte, sem tipo ideal:
    Estatísticas com menos de vinte,
    lesados de colo e ouvintes,
    São os próximos nas manchetes de Jornal.
    GAME OVER...

    quinta-feira, 8 de julho de 2010

    Gênese.


    Foto /edição: Fênix, 2010 - "O Princípio".
    Está em mim

    O início e o fim:

    Ser metade ou inteiro;

    A escolha sem enganos;

    Ser (des) humano;

    Ter coragem mais do que receio;

    Pulsar a Vida sem rodeios;

    Redefinir ou repetir dos outros, os ideais;

    Ser no mundo o celeiro

    Ou, a fossa dos normais...

    Está em mim -

    Em ninguém mais.



    De Fênix para Fênix.

    sábado, 3 de julho de 2010

    A Pena Mágica e o Portal das Fantasias.

    Desenho: Fênix, Dragão.

    (...) A moça aproximou-se com cautela. Não queria assustá-lo. De Paula ainda estava chateado com tudo que havia acontecido naqueles dias. Ele sabia que Ismênia não havia se recuperado da traição. Como pai sentia a responsabilidade de ajudá-la e, como não podia, também sofria.

    - Ela acreditou no rapaz - foi logo dizendo, sem que Rosa perguntasse. E num tom amargurado continuou.

    - Você não sabe o que é acreditar em alguém e ser manipulado, traído... 

    E repensando ligeiro no que disse retificou...

    - bem, sabe em parte, afinal... E fez um movimento inesperado, admitindo que ela sim, teria sido a maior vítima caso o tal plano macabro tivesse sido concretizado. Então, delicadamente, Rosa se sentou junto dele e falou com aquele mesmo ar juvenil que a iluminava desde o primeiro encontro...

    - O mal feito não poderá ser desfeito... A sua filha carregará essa mágoa. É verdade. Mas, também encontrará Outro alguém e Eu não estaria aqui e nem os seus amigos se vocês não nos descobrissem e libertassem. Pior seria se... 

    - Nem me diga! interrompeu De Paula arrepiado só de pensar na possibilidade! 

    Ambos coraram e sorriram das próprias reações. Havia algo que não  era compreendido ainda, ou talvez, fosse ignorado deliberadamente por eles, frente as condições que vivenciavam.
    De repente, Rosa profetizou.

    - Você irá encontrá-lo. É fatal, pois que ele não desistirá e arranjará outros meios de obter tudo que quer neste ou no seu mundo... É melhor não pensar  em revanches... não temos tempo e sequer malícia , como a dele, para tanto.

    (...)
    - Pense e repita: "pelo amor falo, mas aos desafetos me calo!"( o professor sorriu tentando entender...). O Mal tem que ser isolado! E o que é o Mal? Não pense que a personificação de uma entidade disforme ou multiforme, ou ainda, tão bela que estonteante... Não, não está fora... Está dentro e faz parte da má formação do ser no decorrer da sua história de vida. Extravasa nas palavras, nas atitudes, emana de um coração carente e armado de um hiper-ego... Não, ninguém verá demônios chifrudos ou anjos malignos magníficos a conspirar contra Deus, com charme ou falsa inocência. Verá apenas atitudes de GENTE. Nada sobrenatural. O deleite do Mal está em buscar os pontos fracos do Outro. Aproximar-se. Invadir... contaminar e matar aos poucos. Quase um ritual Antropofágico, onde o inimigo quer sorver a capacidade do oponente, sua bravura, seu Ser diferente e inesperado... 
    Logo que pausou, ela respirou profundamente, antes de encarar De Paula.
    - Querido professor... devemos pensar o tipo de pessoa que somos, o tipo que queremos ser e, aceitar aquela nunca seremos... isto, a fim de não destruir as que são. Pode ser que assim - a humanidade -, a qual pertence, possa ter alguma chance.
     E De Paula, lembrado de sua condição, baixou a cabeça, ciente da mensagem que quase lhe pareceu sinistra: "quem não faz parte precisa partir." Assim, não havia NADA ou NINGUÉM a se apegar. Quando Rosa se levantou e saiu em direção ao acampamento, o professor sentiu uma lágrima escapulir discreta do canto do olho. Estranhou-se. E sufocado pelos próprios sentimentos esbravejou consigo:

    - Meu Deus... o que está acontecendo comigo?
    Related Posts with Thumbnails

    Google+ Followers

    FaceMundo